Actualidad

PEF 2020 -Semana 19

Semana 19ª: 18-22 de mayo de 2020

ESEF - 2020
Semana 19ª: 18-22 de maio de 2020

¡PAZ E BEM!

A ESEF carismáticano ensino e na prática, ser e viver de S. Francisco de Assis tem todo um progama num Crescente, o  conhecimento do Carisma Franciacano e desafíos como vive-lo no nosso tempo.

Eu me sinto uma felizarda com estes estudos porque depois de estar dois meses em  Cristo EL Pardo em estudo presencial, vim para Portugal na certeza que todo o meu estudo ficava por ai; porém o Coronavirús confinou-nos  todos em casa e eis que o Jesus, Diretor da ESEF, me comunica que as classes passariam a ser de  maneira telématica desde a  9ª semana, em  março e propôs-me  se  eu quería participar. Aceitei  desfio e agradeço o bem que me ofrece!

Estamos na 19ª Semana, os dois cursos do modolo Franciscanismo no Mundo Actual. Tivemos os profesores: Elda Maragarita Suarez dando-nos Franciscanismo e Ecología e Rafael Diaz-Salazar, lecionou Franciscanismo e Justiça. Os dois profesores são Leigos mas com uma vida embuida de Francisco de Assis debatendo-se pelas causas que afligem o nosso mundo.

A Margarita, desenvolveu todas as classes ajudando-nos a refletir e a encontrar  a relação de Francisco de Assis e a Ecologia. Para isso  colocou logo no inicio do curso três questões: 1- Que ralação tem Francisco com a Ecologia?.  2- Estão os franciscanos e franciscanas chamadas a dar resposta ao desafio ecológico? 3- Qual seriam os ámbitos da resposta a tal desafio? A resposta a estas questões é um pouco complexa porque se nos situaramos no tempo Francisco não tem muito a ver com o sec. XXI. Mas ao mergulharmos no estudo nestes 3 categorias: na Ecologia, Ecologia e Ecologismos fomos vendo que não eram temas muito distintos porque S.Francisco estava presente em todas eles. Por enefavel Mistério Francisco sentía-se homem do seu seculo e homem  que reuiniu os esforçoes, os desejos, as aspirações dos povos e com ele e nele a humanidade e quería renovar-se para falar do Evangelho e nascer de novo. Desafiou-nos a que vivamos a Espirtualidade Franciscana no contexto de hoje tomando a serio que é este o nosso tempo  atual, fazendo-nos membros deste mundo e atentos aos sinais dos tempo.

Ao falar de ecologia referiu Leonardo Boff e o Papa Francisco na Laudato Si no ámbito da Ecologia Ambiental, Ecologia Integral, Ecologia Economica, Social, Cultural e Ecologia na Vida Quatidiana e vimos o quetudo está conectado o cosmos e ser humano. No termino do curso que me ajudou em conhecimentos e aprofundar alguns autores que nos fazem ir ao encontro da inquitação do Papa Francisco e da Igreja a Margarita dizia: “O que necesitamos não é a ciencia que já temos, necesitamos é de uma linguagem nova porque estamos a falar de uma Intituição sagrada que é o Universo. E dai que Francisco personaliza a criação, ele se acerca das coisa como algo sagrado”.

O Rafael no seu Curso, desafiou-nos a tomar consciencia da Pobreza e Desigualdade no Mundo de hoje, e o que fazer? Impulcionou-nos a que sejamos franciscanos e francisanas sendo voz ativa dos pobres, não é dar-lhe esmola mas que tenham ingresso na sociedade. E dando pistas para que o nosso agir no mundo tão desigual apontou que se devia combater: - O analfatismo, as ditaduras nos governos , os conflitos bélicos e construir um Estado social de direito e justiça a articular as Políticas no ámbito da educação, saúde, produção social e industrial “ a Economía Humana “ baseada na justiça , uma sociadade que todas as pessoas tomem parte da sua economía e obrigatoriedade dos impostos.

Ao longo de todo o curso o Rafael se revelou ser um homem inquieto com o nosso mundo, dizendo que o” nosso mundo é blasfemo”. Que Deus criou uma fraternidade em harmonia e esta tem que ser uma Fraternidade socio económica ou não é real.

Depois de referir em pouco  da minha pobreza o que foi muito rico todo o conhecimento do Curso coucluo:  temos uma grande responsabilidade na construção do nosso mundo. Disto nos ajudaram os dois profesores que no seu saber, e forma como expuseram os seus conhecimento. Assumir como Francisco de Assis que os pobres não têm que viver como pobres que tem que viver como Jesus viveu na terra. Lutar pela justiça como um grande amor de Deus.

Num crescente obrigada a Deus por tanto bem recebido rogo-Lhe que ao tomarmos conhecimento e consciência de um mundo tão desigual que possamos nós viver integrados e livres para assumir com responsabilidade que nada será igual para nós estudantes da ESEF depois deste Curso. Não tenhamos medo de nos mudar a nós proprios e juntos com Jesus e no Carisma Franciscano mudamos o mundo mesmo que seja em pequeño angulo, mas mudemos.

 

Maria Felismina Pedro Almeida, FMNS
Franciscana Misionera de Nuestra Señora, Portugal
24 de maio de 2020.

Otros artículos


Página 3 de 17